Não poderia começar os posts da França de forma diferente: escolhi partilhar em ordem cronológica todas as experiências e descobertas que vivemos durante a trip (que durou 22 inesquecíveis-e-mágicos-dias). Foi a nossa segunda vez em Paris, em 2015 viajamos para Europa pela primeira vez, passamos um mês percorrendo 5 países e degustando com uma certa calma cada um de seus “segredos” (Inclusive escrevi alguns posts desta primeira experiência em Paris, aqui!). Oui oui, já éramos adeptos do slow travel – viagens cansativas e corridas não são com a gente. Quando vi Paris pela primeira vez tive a certeza de que precisaria voltar ali durante toda a minha vida, algo magnético (e misterioso) me conecta profundamente àquela cidade linda. E tive a sorte de encontrar um amor (o Thales!) que também sentiu a mesma conexão por essa cidade, portanto, a companhia perfeita para desbravá-la.

Neste ano resolvemos retornar e desta vez conhecer também o sul da frança – para ser mais precisa, Provence – um sonho que eu mantinha em segredo no meu coração romântico de jardineira. Ver os campos de lavanda floridos e percorrer pequenos vilarejos, estavam na minha lista de pequenas-grandes-felicidades e tive a enorme alegria de realizar este sonho – que claro, vou contar em detalhes nos próximos posts!

Agora, começaremos do início: o primeiro apê que alugamos em Paris pelo Airbnb, no 7º arrondissement, pertinho da Torre Eiffel. Viajei para celebrar o meu aniversário de 28 primaveras e “acordaria no meu grande dia” na primeira acomodação que escolhêssemos, por isso eu gostaria que ela fosse realmente especial; charmosa e acolhedora; com vista para aquela Paris clássica que amo de telhadinhos e janelas tipicamente parisienses; e pertinho da região central por onde flanaríamos muito na primeira etapa da trip. E eis que depois de muitas buscas e comparações de apês chego a este achado: uma acomodação “grande” considerando os micro espaços que encontramos, com 1 quarto separado, uma super janela com a vista que sonhara, e um banheiro espaçoso (raridade também!) com vista pra torre (oi? Vista para a Torre, é serio isso? Sim, uma vista lateral, porém bem emocionante considerando que estamos no banheiro da nossa “casinha” temporária. Achei demais!).

Eu, me sentindo no céu no dia do meu aniversário <3

A Eva, dona do apartamento, foi uma host prática e gentil, daquelas que amamos! Não nos encontramos pessoalmente mas o procedimento do check-in correu super bem. A casa, equipadíssima, tinha tudo que precisávamos e mais um pouco. Além de ser mega estilosa e bem decorada! Daqueles lares que queremos morar por 3 meses mesmo sabe? E pra fechar com chave de ouro (como se todas as vistas já não fossem a tal chave de ouro!) o prédio fica dentro de um condomínio elegante e charmoso: entramos em um portão enorme de ferro (à la Parriiii, claro!) e então andamos até o fundo do pátio até chegar no bloco 6, onde ele se localiza. Por isso ele é super silencioso e reservado, detalhe que considero demais em minhas viagens! Se você também gosta de dormir em paz, bate aqui. A rua é MARA e tem todo tipo de comércio, incluindo mercados e boulangeries, nossas prioridades. E por fim, há menos de 400 m da Torre Eiffel! O que mais preciso dizer?

> E VOILÀÀÀ, EIS AQUI O LINK DO APÊ NO AIRBNB!

* Isso não é um post patrocinado okay? Não sou blogueira de viagem nem parceira do Airbnb, apenas uma pessoa normal que ama viajar, ama pesquisar experiências de outros viajantes e ama partilhar as minhas próprias. É por puro amor mesmo! <3

Nossa alegria: fazer comprinhas e levar para casa para ranguinhos e cafezinhos felizes!


A boulangerie (padaria) em frente ao apê, onde comprávamos nossos pães e guloseimas todos os dias.

Registro de um dos cafés que taaaaanto amamos! #coffeelovers

Detalhe da cozinha (mini e funcional!) e o AM Café nos acompanhando, claro. No link da host você poderá ver todas as fotos oficias! 😉


O quarto adorável, vintage e charmoso! Eu toda prosa estreando o meu Diário de Bordo, porque aqui a gente cria e usa de verdade! <3


Saindo do apê a caminho da torre, paramos em uma das esquinas: olha só como fica beeeem pertinho. (Sou obcecada pela Torre, gente, não reparem meu derretimento eterno! hahaha)

PORQUE AMAMOS ALUGAR APÊ:

  1. faz parte da nossa lista de pequenas-grandes felicidades nos sentir como locais.
  2. desfrutamos de experiências românticas e inesquecíveis como fazer compras para cozinhar receitinhas locais, conversar com as pessoas nos comércios, vivenciar o dia a dia dos moradores longe do rolê turístico.
  3. comprar vinhos maravilhosos por poucos euros e levar pra casa é semi-mágico.
  4. carregar a “chave de casa” em Paris também (haha).
  5. podemos ficar em lugares típicos e ambientados, e não quartos de hotéis “frios” que nos tiram completamente do contexto quando abrimos a porta.
  6. na maioria das vezes os valores compensam as diárias de hotéis (só não batem os hostels, claro! Tudo dependerá do estilo da sua trip).
  7. e quando o valor não fica tão mais barato assim comparado ao hotel, no final acaba valendo a pena pois temos a liberdade de fazer refeições em casa e não somos obrigados a comer fora todo santo dia, no almoço, café e jantar.
  8. nos sentimos – em 100% do tempo – contagiados pela aura de Parrii, precisa de mais? <3

 


Momentos assim fazem parte da nossa lista de felicidade e o aluguel de apartamentos nos proporciona!


com carinho, os apaixonados por Paris <3

Et c’est tout! 🙂
Essa foi a nossa experiência com o primeiro apartamento em Paris! Fica pertinho que novos posts estão a caminho e sairão do forno semanalmente, vem muuuuuita coisa linda por aí!

Bisous bisous e à bientôt,
Amanda.

–   –   –   –   –   –   –   –   –   –   –   –

Conheça as Ilustrações, Produtos e Oficinas de pertinho:

amandamol.com.br

cursos.amandamol.com.br – Como leitor do Blog você tem cupom de desconto exclusivo nas Oficinas! Utilize: #blogAM e desfrute de 10% de desconto em sua inscrição!

@molamanda

Assine a NEWS e receba conversas semanais, com novidades e lançamentos quentinhos! Enviamos 1 mensagem por semana com muito carinho. Não somos spam, prometemos!

Quem escreve?

Amanda Mol

Amanda acredita na beleza das coisas simples e no poder da nossa intuição!
Aquarelar, escrever e criar produtos inspiradores é a sua forma de expressar amor.

 @molamanda

Stéfany Freu

Imensa por natureza e entusiasta da comunicação sensível, Stéfany é obcecada por contar histórias, conhecer pessoas, explorar o mundo e descobrir autoestima em tudo que cabe.

 @sejaimensa

os mais lidos

lançamentos

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe este item!

Gostou disso? Espalhe para seus amigos! <3