Eis aqui dois “estados de vida” que tanto amo. Começo esse post – primeiro desenferrujando os dedos depois de alguns meses sem escrever no blog – e segundo e não menos importante, abraçando um assunto que inspirou o meu início de ano: silenciar a mente, descansar, buscar a natureza e praticar o ócio criativo.

Começar um ano sempre faz aflorar uma porção de reflexões e desejos de mudança, por aí também é assim não é? E todos os anos tento colocar em prática algumas mudanças desde o primeiro dia (sou uma boa-menina-da-ação, sempre fui e isso me ajuda a alcançar meus objetivos) e então eu sabia bem que só iniciaria um ano incrível viajando para um lugar especial e renovando minhas energias para um 2019 que promete. Desta vez escolhi Trancoso e Caraíva, na Bahia (destino que já cultivo um grande amor!). Vivi dias ensolarados e felizes ao lado do mar e do rio Caraíva. Vi noites tão estreladas que concorreram com a beleza do sol da manhã seguinte. Dias de silêncio, de pouca internet, de muita vida. Dias de pouco barulho, muito mar e muita paz. Detox mental: check.

Já escrevi dois posts sobre “a importância da pausa” quando estava prestes a fazer algumas viagens mais longas (o que comprova como sou ativista deste tema! rs), e gosto bastante deles pois representam fielmente o que eu penso sobre interromper a rotina e andar pelo mundo. Se tiver interesse em ler, vem cá: esteeste aqui!

Dias depois de voltar da BA dei mais uma fujidinha para a natureza, mas desta vez nas entre as montanhas de Minas (minha terrinha), na fazenda da minha família paterna em Barra Longa. Fiquei 4 dias imersa no clima bucólico e típico de uma roça mineira, sem internet e nenhum tipo de interferência tecnológica que pudesse me distrair (sem namorado também, haha, brincadeira!). E aqui falo sobre as distrações que optamos viver de forma voluntária no dia a dia, a exemplo dos alertas do nosso celular que “definem” nosso ponto de atenção sempre que decidem tocar (até quando, mundo?). Então me debrucei sobre as novas aquarelas, que até então não tinham tema algum definido, e comecei e levar os primeiros rabiscos para o papel. Logo os rabiscos foram se transformando em pinceladas de cenas e assuntos que o meu coração desejou desenhar: montanhas, plantas, água, barco, céu estrelado, mar, rio, índio, mão, folhagens.

Era a minha intuição me dizendo por onde ir e transformando minhas últimas vivências em desenhos.


a locação do meu ócio criativo <3


registro da primeira aquarela finalizada, criada bem aqui no jardim da fazenda


as novas aquarelas começando a surgir…

E é aqui que entra o tal do ócio criativo. Quando silenciamos a mente e nos colocamos em uma posição de escuta deste silêncio, há sempre algo a ser falado. Algo láá de dentro, intuitivo, secreto, inesperado. Há sempre uma mensagem emudecida em meio a tanto ruído, distração e preocupações que o dia a dia nos traz! Para ouvi-la basta silenciar. Se você precisa criar algo, eis aqui mais um aliado. Silenciar e fugir de todas as distrações barulhentas (e chatas) do cotidiano pode ser o ingrediente mais inspirador que faltava! Se for pertinho da natureza então, hummmm, prato cheio. A natureza é a energia mais acolhedora que pode existir em momentos criativos: o seu tempo, os seus sons, as suas cores. O maior tempo que nós, criativos, podemos desfrutar.

Agora te convido a conhecer a minha série de Aquarelas, recém-lançada, batizada carinhosamente de Paraíso!

Com amor,
Amanda.

Quem escreve?

Amanda Mol

Amanda acredita na beleza das coisas simples e no poder da nossa intuição! Aquarelar, escrever e criar produtos inspiradores é a sua forma de expressar amor.  @molamanda

Stéfany Freu

Imensa por natureza e entusiasta da comunicação sensível, Stéfany é obcecada por contar histórias, conhecer pessoas, explorar o mundo e descobrir autoestima em tudo que cabe.

 @sejaimensa

os mais lidos

lançamentos

Pin It on Pinterest

Share This