Uma viagem à Paris sem colocar vários museus no roteiro, não seria a mesma! Visitar tais lugares é prioridade para mim e para o Thales, sempre que fazemos as malas. Seja onde for, pesquisamos histórias e artistas locais para não deixarmos de conhecer os principais museus de uma cidade e claro, descobrir outros charmosos e pitorescos pelo caminho. A capital francesa tem cerca de 110 museus! Ou seja, temos a “obrigação” (entre aspas, entenda bem! haha) de conhecer pelo menos um bocado dessas jóias da história. Concorda?

Então, hoje vou compartilhar a lista de 10 museus que considero imperdíveis em Paris. <3

 

1. Louvre

Eu sei que eu deveria escrever óbvio, logo depois, então lá vai. Obviamente ele não poderia estar fora da lista por ser um do museus mais visitados do mundo e possuir um dos acervos mais valiosos também. E aqui não estou falando só de Monalisa, mas de tudo que você também poderá contemplar em sua visita! Me atrevo a dar alguns exemplos que me impressionam: as obras emblemáticas de Da Vinci como São João Batista e a Virgem e o Menino com Santa Ana, as esculturas Vênus de Milo e Vitória de Samotrácia, as pinturas maravilhosas de Ingres, Delacroix e Caravaggio, o departamento do Egito (lógico!!!), arte islâmica, a Galeria de Apolo e os aposentos de Napoleão. Fazer uma visita ao Louvre exige planejamento e seleção de quais departamentos deseja conhecer! Nós já o visitamos 3 vezes e degustamos apenas uma pitadinha de seu acervo.

* Segundo o Danilo, guia do passeio de bike que fizemos, é necessário uma média de 3 meses com visitas ininterruptas, para se conhecer todas as obras do museu (contemplando por aproximadamente 30 seg cada uma delas). Inclusive o Danilo é formado pela Escola de Arte do Louvre e oferece visitas guiadas em vários Museus de Paris! É uma pessoa querida que adoramos conhecer. Dica das boas para quem deseja uma imersão! Quer mais uma dica?


Nós e o registro tradição no Louvre, sempre irresistível! haha

2. D’Orsay

Simplesmente porque ele é o meu favorito e imperdível para todo o sempre! Contei neste post aqui ó. Mas como essa é a minha lista dos 10 queridinhos, não poderia deixar de citá-lo, certo? Aproveito e deixo aqui mais uma dica: depois de visitá-lo, atravesse até a margem de Sena e caminho por ali. Ao meu ver aquela é uma das regiões mais gostosas de sentar um pouco e flanar pelas margens do rio!

3. Museu Rodin

Conheci desta última vez e claro, me apaixonei. Ele estava na minha listinha de lugares a visitar mas da primeira vez que fui a Paris não consegui! Minha intuição me avisou que seria um lugar especial para passear no dia do meu aniversário, e assim fizemos. Visitar o Museu Rodin e seu jardim foi o programa da tarde do meu 27 de julho. O Museu é maravilhoso! Especialmente pela belíssima casa em que está instalado, construída em 1732 (conhecido como Hôtel Biron) e habitada pelo escultor em 1911. Passear pelo seu interior é deslumbrantemente agradável (me fez lembrar o astral do Petit Palais em Versailles!). Conta com mais de 300 obras do escultor, incluindo as grandiosas instaladas no jardim, como O Pensador e a Porta do Inferno. E o que dizer do jardim? Aí é meu ponto fraco né. (haha). Um lugar perfeito para contemplar, meditar e agradecer aos céus pela dádiva de estar ali naquele exato momento.


Museu Rodin. Logo na chegada, o convite de boas-vindas: O Pensador.

 

4. Museu des Invalides (Museu das Armas) e Tumba de Napoleão

Se você ama história de guerras, não pode deixar de visitar o Invalides jamais. E se não ama, que era o meu caso quando o visitei ela primeira vez: vai acabar se arrepiando mesmo assim. E aí vai passar a colocar museus relacionados ao assunto na sua lista interesses! O Museu das Armas ou Invalides conta com arsenal de guerra desde a era medieval até a Segunda Guerra Mundial. Mais que apenas armas: uniformes, armaduras, escudos, capacetes, armadura de cavalaria e tudo o que envolve as maiores batalhas da história. Prepare-se para longas horas de visita, se puder, um dia todinho. Ao lado está localizada a tumba de Napoleão, em uma construção tão monumental como tudo em Paris.

5. Museu Montmartre

Esse é um dos meus queridinhos e considero mais que imperdível! Localizado no bairro que mais amo na cidade, ele te contextualiza muito bem se estiver hospedado ou passeando por essa região. Ali foi casa e atelier de diversos artistas como, Renoir, Maurice Utrillo, Émile Bernard, entre outros grandes nomes. Ele é muito charmoso, por ser pequeno e possuir um jardim que faz referência à obras de Renoir, incluindo o famoso balanço da pintura La Balançoire. Possui um acervo fixo que me emocionou demais pelas obras de Lautrec e Modigliani – dois artistas que venero e que tiveram Montmartre como cenário de suas vidas. Além disso possui acesso ao vinhedo do bairro, por um jardim e uma vista….aiiii inesquecíveis! Só de escrever já estou com saudades, juro.

6. Museu Dalí

Se você admira o pintor surrealista vai amar. Se não tem interesse por ele e por essa expressão artística, pule. Como nós adoramos e somos muito apaixonados por “museus de um artista só”, resolvemos visitar. Foi demais porque ali tivemos contato com obras muito diferentes do Dalí e que jamais veríamos em nenhuma outra oportunidade. É interessante observar as mudanças de fase que ele vive e o tamanho da sua ousadia e versatilidade! Este é um pequeno museu, para visitas mais breves, localizado atrás da Place du Tertre. Como também fica em Montmartre, é uma boa pedida para combinar com o Museu Montmartre.

* gosto de pensar que nunca devemos comparar museus, cada um proporciona um tipo de experiência. Et c’est tout! 😀

7. Conciergerie

Visitar a Conciergerie é incrível por muitos motivos, a começar pelo lado de fora e sua construção MARAVILHOSA e inconfundível às margens do Sena, segundo porque está localizada na Île de la Cité em uma das regiões mais charmosas de Paris e fica ao lado da Saint Chapelle, terceiro porque a sua história é emblemática. Ela já foi palácio e prisão! Ali já passaram muitos presos políticos, entre eles, Maria Antonieta, presa durante a Revolução Francesa. Foi ali, em uma das celas, que ela passou suas últimas horas enquanto aguardava a guilhotina. Um dos Museus mais emocionantes e inesquecíveis que já conhecemos! O Conexão Paris tem um post bem legal que conta mais um pouquinho da história, leia aqui.


tirei essa foto durante um passeio de barco pelo Sena. Aqui está a prova de como a Conciergerie é inesquecível e impressionante já do lado de fora!

8. L’Orangerie

Simplesmente porque aqui estão os enormes murais das Ninféias de Monet. Aquelas gigaaaantes instaladas nas salas ovais. Bom, preciso dizer mais?

* Sou uma apaixonada por Monet DECLARADA. Monet Lovers entenderão. (haha) Se puder, inclua em seu roteiro uma visita à Giverny, a casa onde morou Monet e onde ele se inspirou para criar grande parte de suas telas impressionistas. Realizei esse sonho em 2015 e contei como foi, aqui ó!

9. Pompidou

O super museu de arte moderna de Paris! Foi ali que avistei Kandinsky e Andy Warhol pela primeira vez e meu coração veio na boca. Pompidou é imperdível pelo seu acerco incrível, pela sua arquitetura polêmica e vanguardista e pela vista belíssimaaaaaa que temos de Paris logo ao subir a escada rolante. Visitei duas vezes e confesso que tenho vontade de retornar sempre! É realmente maravilhoso. Organizando uma ordem cronológica para sua visita, seria: Louvre, D’Orsay, Pompidou e Palais de Tokyo.  Aqui vai mais um post super legal do Conexão Paris que apresenta um resumo sobre a história do museu, vem ver.

10. Palais de Tokyo

Este também conheci recentemente agora nesta última viagem! Resumindo em poucas palavras: um museu de arte contemporânea com obras de artistas vivos. E como eles mesmos se categorizam “efervescente, audacioso e pioneiro”. Acho que essas são realmente as melhores palavras para o definir! Suas exposições são temporárias e por isso um ambiente em constante mutação, nos convidando a visitá-lo sempre que possível (queria que o todo ano fosse o meu sempre que possível! hahaha) . Além disso conta com uma livraria gigante e riquíssima, com um acervo que nunca vi em nenhuma outra! O Palais de Tokyo fica no Trocadero então é uma boa pedida para seu dia de rolês perto da Torre e pode ser combinado com o Museu de Arte Moderna da cidade de Paris, que fica ao lado e a visita ao seu acervo fixo é gratuita.


Palais de Tokyo. Tema da exposição na ocasião da nossa visita (agosto/2018): Infância.

 

Alcançando nossos primeiros 10, seguimos para os 20 e assim por diante, combinado? Que essa busca incansável por conhecimento e experiências novas não acabe nunca! Seguimos nos inspirando, seja por onde for. <3

Bisous e até o próximo post,
Amanda.

GUIA DE POSTS DE PARIS:
1. O apê que alugamos em Paris pertinho da Torre Eiffel
2. 5 lugares que amo e sempre repetirei em Paris
3. O workshop de flores que fizemos em Paris

–   –   –   –   –   –   –   –   –   –   –   –

Conheça as Ilustrações, Produtos e Oficinas de pertinho:

amandamol.com.br

cursos.amandamol.com.br – Como leitor do Blog você tem cupom de desconto exclusivo nas Oficinas! Utilize: #blogAM e desfrute de 10% de desconto em sua inscrição!

@molamanda

Assine a NEWS e receba conversas semanais, com novidades e lançamentos quentinhos! Enviamos 1 mensagem por semana com muito carinho. Não somos spam, prometemos!

Quem escreve?

Amanda Mol

Amanda acredita na beleza das coisas simples e no poder da nossa intuição! Aquarelar, escrever e criar produtos inspiradores é a sua forma de expressar amor.  @molamanda

Stéfany Freu

Imensa por natureza e entusiasta da comunicação sensível, Stéfany é obcecada por contar histórias, conhecer pessoas, explorar o mundo e descobrir autoestima em tudo que cabe.

 @sejaimensa

os mais lidos

lançamentos

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe este item!

Gostou disso? Espalhe para seus amigos! <3