É impossível falar de Cartagena sem sentir uma saudade gostosa no peito. Uma vontade de se teletransportar e aquecer o coração com a energia indescritível daquele lugar! Como já deu para perceber em apenas duas frases, nós amamos a charmosa cidade amuralhada colombiana! Nos derretemos com suas ruas movimentadas (ou não!), por suas cores, varandas floridas, muralhas, história, “casinhas” apaixonantes. Casinhas entre aspas, pois muuuitas delas são verdadeiras mansões por dentro! Cartagena é um show a parte e quem visita a Colômbia MERECE conhecer. Não digo precisa, como uma pessoa chata que enfia dicas goela abaixo, mas merece. A leveza, tranquilidade e serenidade moram naquele lugar e eis aqui um alimento para a alma.

Compartilharei o O APÊ QUE ALUGAMOS EM CARTAGENA E NOSSO ROTEIRO nos próximos posts! Por enquanto, contarei em um resumo como este lugar nos tocou e o que você poderá encontrar por lá. Seria impossível resumir em tópicos e dias uma estadia tão especial como a que vivemos. Então, antes de falar sobre tudo o que fizemos, tin tin por tin tin, escrevo sobre porque essa cidade nos encantou tanto.

Para começar, como chegamos até lá!
Cartagena está a algumas horas de Bogotá (aproximadamente 1000km) e fomos de avião partindo da capital. Também há voos diretos do Brasil e internos da companhia Wingo, você poderá avaliar qual a forma mais agradável! Nós preferimos comprar todos do Brasil pela Latam. O tempo de voo Bogotá-Cartagena é de 1:15h, então, em dois palitos já começamos a mudar a chave de inverno para verão. E bota verão nisso!

 

apenas uma das milhares de casas encantadoras que roubarão seu coração!

 

Yeas, lá faz calor meeeesmo! Como em todas as trips, lemos muito antes de viajar. Pesquisamos blogs, experiências de outras pessoas, curiosidades e história das cidades. E uma das observações mais “unânimes” a respeito de Cartagena era sobre o calor intenso! Como eu e o Thales amamos calor, nem nos preocupamos. Apenas pensamos: yes, é nóis. Estivemos em Cartagena em julho, entre os dias 1 e 10, o que “teoricamente” seria o inverno certo? Apenas para deixar um feedback que pode ajudar: em Bogotá era inverno (haha), sentimos frio e nos agasalhamos com moderação. Em Cartagena era o nosso verão de janeiro, sol intenso e roupas das mais leves possíveis. Não achamos insuportável como muita gente já descreveu! Talvez, no auge do verão, seja um calor realmente incômodo, para nós, não foi drama algum. Usávamos chapéu, protetor solar e bebíamos a limonada MARA que eles vendem em toda esquina. Sobrevivemos!

 

“não era calor que vocês queriam, mineirinhos?”(haha)

 

O charme de Cartagena está em flanar e flanar sem medo de ser feliz. Como nos hospedamos no coração da cidade amuralhada, andávamos a pé o dia inteiro, pra lá e pra cá, só para conhecer cada rua e cada esquina entre as belas muralhas. Em todos os dias vimos algo novo: casas ainda mais pitorescas do que as que tínhamos visto, flores e mais flores, lojas, restôs dos mais estilosos! Flanar é o nosso lema em todas as trips! Sempre viajo com o meu roteirinho em mãos, com todos os lugares que não podemos-perder-por-nada, anotadinhos. Mas gostamos mesmo é de passear sem culpa e relógio – é flanando que sentimos o verdadeiro astral dos lugares. Se você também é dessa vibe, toca aí! Mas, se costuma cronometrar o seu dia para conseguir fazer muitas coisas, experimente andar pelo menos um dia sem roteiro!

 

a beleza e o encantamento dos detalhes que encontramos pelo caminho

 

eu e as bolsas Wayuus lindas de viver que escolhi para a coleção limitada! <3

 

Todas as tardes fomos contemplar o pôr do sol das muralhas. Este era um dos momentos mais especiais do dia e que também deixará a sua trip mais especial, pode acreditar! Assistir ao pôr do sol das muralhas (literalmente, pois você pode até se sentar nelas!) e vê-lo descendo ao encontro do mar, tem um quê de divino. É um brinde ao dia lindo que vivemos, às novas experiências que já estão cravadas no coração e àquele astral precioso que só tem feito bem. Além disso, marca o início da noite que também vai ser incrível, com um mundo de opções de restaurantes (maravilhosos!!!), rumbas e atrações pelas ruas. Contemplávamos o por do sol do Café del Mar (vou contar sobre ele no post do nosso roteiro!) ou de qualquer outra área das muralhas.

 

nós dois sentados na muralha, entorpecidos pelo lindo pôr do sol

 

uma das tardes no Café Del Mar <3

 

Descobrimos restaurantes incríveis e inesquecíveis. Não posso deixar de escrever sobre essa “categoria” da viagem por aqui! Primeiro, porque comer é muito bom e segundo, porque comer bem, pagando um preço justo, é melhor ainda! E, por último, porque conhecemos bares/restôs realmente maravilhosos e lindos DEMAIS! Tanto que depois de compartilhar o nosso roteiro, vou iniciar os posts de detalhes específicos sobre Bogotá e Cartagena e, então, farei um especial sobre os restaurantes mais encantadores que conhecemos em Cartagena. Foram experiências realmente maravilhosas! Essa foi a trip em que maaais comemos bem e não voltamos para casa pesando 3kg a mais. Vale deixar claro que aqui não há merchan algum, é dica do coração mesmo!

 

restaurante Alquímico, um dos escolhidos da nossa listinha

 

O povo colombiano é realmente alegre e acolhedor. Esses hermanos são demais! Sempre simpáticos e solícitos, abrem logo um sorriso quando se trata de “Brássiu? Brássiu?”. Em meio a recepção calorosa, há alguns detalhes um pouco desconfortáveis, mas que no segundo dia da viagem a gente já vai aprendendo a lidar: 1. os vendedores de rua são MUITO insistentes e eles querem vender chapéu, artesanato e outras surpresas a qualquer custo. Insistem, mesmo depois de 2 “no, gracias!”. Acontece. Percebemos que agir com bom humor e simpatia era sempre a melhor escolha! Não vale estressar, é só nos colocar no lugar daquela pessoa que está trabalhando e que essa é a sua forma de negócio. (Para descontrair: andar sempre com um chapéu na cabeça ajuda muito, afinal, é menos um item que vão te oferecer pelas ruas! Funciona, juro.) 2. aconteceu de vendedores nos oferecerem drogas algumas vezes. Eles vendiam outras coisas (colares ou algum artesanato) e ao se aproximar, mandava a letra “marijuana, cocaina…”. Também pode acontecer. Especialmente com um casal jovem com cara de muy-locos-só-que-não. Não sei ao certo o critério que usam, essa é apenas uma brincadeira, mas com a gente rolou várias vezes e basta apenas um “no, gracias, no me gusta!” que fica tudo certo. Lemos que há uma possibilidade de golpe de um vendedor oferecer, a pessoa aceitar e, então, ele chamar um policial e gerar uma situação constrangedora, finalizado sob um pagamento de propina. Como lemos em blog confiável, resolvi citar aqui também! 😉

 

vesti chapéu, minha sorte então mudou pá pá pá pá pá

 

Além da cidade amuralhada, há um Getsemaní para encantar seu coração. Este é o bairro que está coladinho às muralhas, basta sair pela torre do relógio, atravessar a praça da feirinha e começar a caminhar reto. Falando sem charme algum, é basicamente isso mesmo! Logo ali, você irá se deparar com um bairro tão hermoso quanto a cidade amuralhada, casinhas fofas, muitas cores, arte de rua e belos grafites, restaurantes, hostels, amor e vibe boa. É uma boa dica de hospedagem para quem quer ficar perto deste astral da cidade e pertinho das muralhas! Sinceramente, não conhecíamos antes de viajar, foi indo para o Castelo San Felipe que nos deparamos com esse bairro tão encantador. (Também é conhecido como o paraíso dos mochileiros!)

 

O famoso Café Havana (balada de salsa!) localizado no bairro Getsemaní

 

E simplesmente porque preciso colocar um ponto final, vou encerrar por aqui a minha “breve” introdução sobre o nosso amor por Cartagena! Prepare-se para conhecer uma cidade realmente encantadora, charmosa, cheia de atrações e super alto astral. Um lugar que irá desacelerar a sua mente e fazer os dias durarem mais (acredite!). E que também não sairá da sua lembrança, fazendo você sentir uma saudade gostosa, às vezes dolorida, confesso. Nos próximos posts contarei sobre o apê que alugamos na cidade amuralhada, pelo Airbnb, e o nosso roteiro completo de 6 dias. <3

Mil beijos e até lá,

Amanda.

 

 

 

GUIA DE POSTS:

O apê que alugamos em Bogotá

Nosso roteiro em Bogotá

 

–   –   –   –   –   –   –   –   –   –   –   –

Também é apaixonada por viagens? Vem conhecer o queridinho Planner de Viagem! Criado a partir do meu processo de tirar as trips dos sonhos do papel, ele é feito para ajudar outros sonhadores a planejar, montar o roteiro e arquivar suas lembranças mundo afora. Ofereço um cupom de desconto para os leitores do blog! Utilize #amblog e desfrute de 10% off em sua comprinha.

Assine a NEWS e receba todos os posts novos por e-mail, além de lançamentos de produtos e novidades quentinhas do meu trabalho!

Desejo pra nós viagens incríveis e inesquecíveis por toda a vida!
Com amor,
Amanda.

Muito prazer, amanda.

Acredito no poder da nossa intuição e na importância de sonharmos! Admiro o lado simples da vida e como podemos ser felizes aproveitando o bem mais precioso que temos: o agora. Assim como amo desenhar, também gosto de escrever e partilhar palavras e experiências com outras pessoas! Aquarelar, escrever e criar produtos inspiradores é a minha forma de expressar amor! Obrigada por estar aqui.

 @molamanda

Minhas convidadas queridas:

@ursulasfreitas
Comilona profissional, barista e parceira comercial AM em Sampa

@stefanyfreu
Criadora de conteúdo & idealizadora do @sejaimensa

@aliciamadridcr
Humana em florescimento & fundadora do
@dubbantransforma

os mais lidos

#amblog

lançamentos

#produtosinspiradores

Pin It on Pinterest

Share This