Por aqui estamos sempre de olho em palavras fortes que inspiram coisas boas sobre essência e convivência. Resistência tem sido uma destas que fez tanto sentido nos últimos tempos que resolvemos trazer para um post aqui no blog, mais especificamente no contexto do legado de 3 mulheres incríveis que conhecemos recentemente mas que marcaram suas respectivas épocas.

Esses rostos foram apresentados na revista Calme* que a Amanda trouxe lá de Paris (essa da foto de capa do post) e desde que pesquisamos mais sobre a trajetória de cada uma sentimos que seria lindo compartilhar com outras mulheres para nos fortalecermos como resistência também – afinal muitos dos direitos que conquistamos ainda tem uma origem que sequer sabemos sobre! Vem saber mais sobre elas:

 

SOJOURNER TRUTH

 

Voz de autoridade pelos direitos das mulheres, Sojourner nasceu e cresceu nos EUA mas passava longe de viver o sonho americano durante toda sua juventude enquanto enfrentava a escravidão na própria pele entre violência e abuso. Mesmo após a abolição da escravatura no país, foi mantida presa até finalmente conseguir fugir e se dedicar não somente a igualdade entre gêneros como também se estabelecer como figura pacificadora e líder em busca da tolerância religiosa. Reconhecida por seus discursos fortes e autênticos, o mais famoso deles foi o “Eu não sou uma mulher?” onde se posicionou quanto a referência do termo mulheres direcionado apenas às raças brancas, reivindicando a emancipação das mulheres negras rumo ao mesmo caminho de todas as mulheres.

Sojourner Truth, dotada de uma força silenciosa e de uma autoridade sutil, marcou a história.

 

GEORGE ELIOT

 

Ficou conhecida pelo pseudônimo e pelos belíssimos romances da literatura inglesa, mas seu nome real era Mary Ann Evans. George resolveu escrever sob autoria de um escritor masculino para que seu trabalho fosse levado mais a sério pela sociedade e com isso cooperou para quebrar tabus que abordava em seus textos como: papéis de gênero,regras de conduta moral, a legitimidade das configurações familiares e a idealização da parentalidade como uma relação de não dominação.

Com a apresentação de personagens destoantes das regras morais tradicionais permeou o meio intelectual debatendo ideias radicais, conquistando assim admiração e o reconhecimento de seu trabalho fora do contexto profissional mas também social.

 

ALESSANDRA FERRI 

 

Aclamada por interpretações triunfais e inovadoras, Alessandra foi a mais jovem bailarina na história do Ballet Royal de Londres e se destacou em pouquíssimo tempo até conquistar o papel principal em “Romeo e Julieta”. Sua forma de resistir aos padrões de aposentadoria – que tanto assombram a profissão que exige muito do corpo – surpreendeu o mundo quando mesmo após se retirar da rotina da profissão aos 44 anos retornou em plena forma e talento à um espetáculo já aos seus 54. Alessandra faz questão de destacar o quanto se sentir poderosa, corajosa e cheia de confiança em suas habilidades além da idade foi importante para superar barreiras e conquistar seu espaço.

 

RESISTÊNCIA

  1. Capacidade de suportar a fadiga, a fome, o esforço.
  2. Recusa a submeter-se à vontade de outrem; oposição, reação.

A resistência feminina é tão importante quanto a igualdade e é conquistando voz e lutando como uma menina em nosso círculo social, profissional e familiar que nossos direitos e transformações tomam forma. Como falamos no início, é importante olharmos para a jornada de grandes mulheres que resistiram em situações extremas para nos inspirarmos a não parar e seguir inspirando umas as outras em questões culturais, raciais e tantas outras.

E foi nesse rumo acreditando em vocês, mulheres incríveis e resistentes que acompanham o nosso trabalho, que criamos um produto inspirador para te lembrar de ser, transformar, lutar e desbravar: RESISTÊNCIA em handlettering.

Conta pra gente o que a resistência significa pra você? Comente em nossas redes sociais, os links estão bem aqui embaixo.

 

* A Revista Calme é uma revista francesa que trata sobre assuntos diversos no contexto de estilo de vida. Descobertas e criatividade, consciência e arte estão entre os assuntos mais abordados. Por aqui consideramos-na similar a Vida Simples aqui do Brasil, conhecem? Vale pesquisar, é linda e muito inspiradora!

 

Com tudo que cabe,
Stéfany Freu

–   –   –   –   –   –   –   –   –   –   –   –

Conheça as Ilustrações, Produtos e Oficinas de pertinho:

amandamol.com.br

cursos.amandamol.com.br – Como leitor do Blog você tem cupom de desconto exclusivo nas Oficinas! Utilize: #blogAM e desfrute de 10% de desconto em sua inscrição!

@molamanda @loja.am

Assine a NEWS e receba conversas semanais, com novidades e lançamentos quentinhos! Enviamos 1 mensagem por semana com muito carinho. Não somos spam, prometemos!

Quem escreve?

Amanda Mol

Amanda acredita na beleza das coisas simples e no poder da nossa intuição!
Aquarelar, escrever e criar produtos inspiradores é a sua forma de expressar amor.

 @molamanda

Stéfany Freu

Imensa por natureza e entusiasta da comunicação sensível, Stéfany é obcecada por contar histórias, conhecer pessoas, explorar o mundo e descobrir autoestima em tudo que cabe.

 @sejaimensa

os mais lidos

lançamentos

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe este item!

Gostou disso? Espalhe para seus amigos! <3