Este é um post sobre uma das minhas últimas descobertas: o poder do ócio criativo. Sim, com certeza eu também já ouvira falar dele e desse tal poder, mas confesso que até hoje eu não tinha desfrutado dessa “experiência”. Sempre criei e trabalhei dentro do atelier em horários direcionados para criação e ao planejar a semana de desenvolvimento da minha nova série, surgiu juntinho a possibilidade de viajar com a minha família para um lugar mais que especial. Barra Longa, cidade fofa no interior de Minas Gerais. Mais precisamente na fazenda onde meu pai nasceu, meus tios foram criados, meus avós e bisavós moraram – um lugar mágico, reconstruído recentemente (e lindamente) pelo meu tio. Como sou adepta de aproveitar TODAS as oportunidades de viajar, relaxar, estar com minha família e sair da rotina, me veio a ideia de levar papéis e aquarelas e experimentar um processo criativo diferente!

 

 

E foi nesses dias, de paz, leveza e tranquilidade que comecei a ilustrar e criar livremente no papel. Minha inspiração foi a união de imagens que tem atraído meu olhar e que reúno em um álbum de referências no celular (minha principal fonte de pesquisa é o Pinterest!) + a beleza natural do universo que eu estava inserida nestes dias + os sentimentos que a paz interior me despertavam nesses momentos tão tranquilos e descompromissados. Entre montanhas, muito verde, canto dos pássaros e cacarejos de galinhas, pomares, balanço de árvore, janelas e portas de madeira emoldurando o céu fui me sentindo energizada e especialmente inspirada!

Como se a única coisa que eu soubesse fazer naquele momento fosse aquarelar.

 

 

Sem compromisso com o tempo, sem tecnologia alguma por perto. Com a vaga lembrança de estar online e conectada. Onde o mais “moderno” que eu poderia fazer era registrar em fotos e vídeos o meu processo. Assim, nostalgicamente mágico e mais necessário do que eu poderia imaginar. Surpreendente. Com o relógio girando mais devagar, como se o tempo desse trégua. Em uma fenda do tempo, como gosto carinhosamente de chamar.

 

 

Foi assim que a minha nova série de ilustrações nasceu e agora está prestes a ser compartilhada com o mundo! Com o mesmo amor de sempre, mas desta vez, com um temperinho a mais: a leveza do “desacelerar” e a nostalgia mágica do “contemplar”. Todas as ilustrações estarão disponíveis em forma de Prints Assinados e em futuros produtos inspiradores. Espero que elas também possam aconchegar o seu coração e transbordá-lo de serenidade.

 

 

 

Com amor,

Amanda.

 

 

Quem escreve?

Amanda Mol

Amanda acredita na beleza das coisas simples e no poder da nossa intuição! Aquarelar, escrever e criar produtos inspiradores é a sua forma de expressar amor.  @molamanda

Stéfany Freu

Imensa por natureza e entusiasta da comunicação sensível, Stéfany é obcecada por contar histórias, conhecer pessoas, explorar o mundo e descobrir autoestima em tudo que cabe.

 @sejaimensa

os mais lidos

lançamentos

Pin It on Pinterest

Share This